img_casa_2

3 Tecnologias de Energia Solar gerando economia e conforto em residência brasileira

O projeto foi realizado há quase 4 anos pela engenharia da Energia Zero Brasil e os proprietários da residência, o casal Luiz e Gláucia Portela. A ideia sempre foi aproveitar ao máximo o espaço na cobertura, gerar energia de forma eficiente e oferecer conforto para toda família, garantindo assim os benefícios econômicos e o respeito ao meio ambiente.

Foi implantado um sistema solar térmico para banho (evitando os chuveiros elétricos) e uma 2º tecnologia solar para aquecimento e conforto térmico da piscina. Como a regra 482 da Aneel ainda não estava em vigor e o uso de baterias eficientes ainda estava em desenvolvimento tecnológico, optou-se por fazer toda a preparação e pré-instalação para num futuro próximo agregarmos a 3º tecnologia solar, a fotovoltaica.

O novo contrato assinado através do Programa de Comodato é para instalação de 750 kwh/mês (1º ano). Para Diogo Azevedo e Ricardo Furtado, diretores da Energia Zero Brasil, é uma grande satisfação instalar essa nova tecnologia fotovoltaica na residência de antigos clientes.  “Juntos estamos contribuindo na direção da sustentabilidade e de um futuro melhor para nossas famílias. Estamos trabalhando em novos projetos com uso de novas tecnologias relacionadas a energia solar fotovoltaica, como uso de baterias eficientes e mobilidade elétrica” afirma Diogo Azevedo.

 

img_casa_1

Área disponível no telhado para instalação dos painéis fotovoltaicos

img_casa_2

Residência em obras

img_casa_4

Área preparada para o Inversor

img_casa_3

Projeto Energia Solar – Fotovoltaico, Piscina e Aquecimento de Banho

 

WhatsApp-Image-20160428 (1)

Maior Parque Solar Industrial da América Latina em ritmo acelerado

As instalações do maior parque solar industrial da América Latina estão em ritmo acelerado. A conclusão do 1º MWp está prevista para o dia 10 de março.

Ao todo serão 3 MWp de potência instalada. Na montagem serão usados 9.231 painéis de silício monocristalinos, de 325Wp cada.

“A produção esperada para o primeiro ano de operação do parque é de 5.1 GWh ( ou 5.100 MWh). Essa quantidade de energia seria capaz de abastecer 2.000 residências ( unidades com consumo médio anual de 2,5MWh)”, explicam os engenheiros responsáveis pelo projeto Diogo Azevedo e Ricardo Furtado.

 

montagem6  montagem1

 

retsrt

agroupaulo_3 agroupaulo_7 agroupaulo_6 agroupaulo_5 agroupaulo_4

sir_paineis

Quem entende de investimento, aposta na energia solar

Conheça o projeto instalado na empresa Sir Investimentos, em João Pessoa.

Em tempos de crise, alternativas que proporcionem economia são as mais bem vindas.  Para a Sir Investimentos, especializada em educação financeira e investimentos  em João Pessoa, a economia veio sob a forma de um novo sistema solar fotovoltaico para geração de energia?.

sir_fachada

O sistema utiliza 36 painéis fotovoltaicos com capacidade total de 10 KWp de potência e vai abastecer toda a estrutura da empresa. Em um ano, estima-se que a planta fotovoltaica venha a produzir cerca de 15.000 kwh de energia elétrica, o que representa um retorno financeiro para a Sir Investimentos de aproximadamente 16% do capital investido já no primeiro ano.  E essa economia será ainda maior, considerando-se os prováveis aumentos de tarifa da energia elétrica que ainda virão no país ano a ano.

sir_paineis

sir_inversores

sir_certificado

Como a energia produzida atende a 100% do consumo interno do escritório,  a Sir Investimentos recebeu o certificado de eficiência energética. O certificado atesta o uso sustentável de fontes energéticas e é  oferecido pela empresa Energia Zero Brasil, responsável por projetar e instalar o sistema.

A ENERGIA ZERO BRASIL

Há 15 anos atuando no mercado brasileiro, a Energia Zero Brasil é especializada na implantação de sistemas de energia solar fotovoltaica em residências, empresas e indústrias dos mais diversos segmentos.

Também oferece soluções que incluem manutenção preventiva ou corretiva durante a vida útil dos sistemas solares, além de monitoramento online indicando o desempenho do sistema.

Em João Pessoa, a empresa conta com uma equipe de profissionais com grande expertise no segmento, garantindo qualidade na realização de cada projeto.

casa_1

A Micro e Minigeração de energia cresce no Brasil

pai_filho

A ANEEL, Agência Nacional de Energia Elétrica, informou que até o mês de outubro, mais de 1000 consumidores já tinham aderido ao sistema de gerac?a?o distribui?da no Brasil. Os dados oficiais mostram que já são, ao todo, 1.125 conexo?es em todo o Pai?s, com  pote?ncia instalada de 13,1 megawatts (MW). A fonte mais utilizada pelos consumdores e? a solar (fotovoltaica), com 1074 adeso?es.

A micro e minigeração de energia no Brasil é regulamentada pela Resoluc?a?o Normativa no 482/2012.  Além de estabelecer as condições gerais para a atividade, a resolução cria o sistema de compensac?a?o de energia ele?trica, que permite a instalação de pequenos geradores de energia em  residências e empresas, com posterior entrega  à distribuidora local de toda a energia não consumida, na forma de créditos.  Esses créditos serão utilizados nos próximos meses como descontos na fatura mensal de energia.

grafico_potenciainstalada

?A gerac?a?o de energia ele?trica pro?xima ao local de consumo, ou “gerac?a?o distribui?da”, traz uma se?rie de vantagens sobre a gerac?a?o tradicional:  economia dos investimentos em transmissa?o, reduc?a?o das perdas nas redes e melhoria da qualidade do servic?o de energia ele?trica.

casa_geravaodistribuida

Sistema fotovoltaico instalado em uma residência localizada em Recife. Potência Instalada: 5,8 Kwp.

A Energia Zero Brasil é uma das empresas mais conceituadas hoje, no mercado brasileiro, na instalação de sistemas solares fotovoltaicos em empresas e residências, com centenas de projetos instalados e em funcionamento na região Nordeste do Brasil, gerando economia para os clientes.

casal

img5

Estacionamento solar no nordeste supera o da UFRJ

A Sterbom, empresa de sorvetes e água mineral do Rio Grande do Norte, inaugurou o sistema no início de 2015 e supera os números apresentados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

foto_sterbom

Painéis solares em fábrica de sorvete cobrem área de 1.884 m²

Recentemente publicamos aqui no blog um projeto da UFRJ como sendo o “maior estacionamento solar do Brasil”, porém um projeto semelhante no Rio Grande do Norte supera a economia de R$ 63 mil reais/ano e os números totais da instituição carioca. De fato, o maior estacionamento solar está localizado em uma fábrica de sorvete e água mineral chamada SterBom, instalada no Distrito Industrial de Parnamirim.

São 1.134 painéis solares (contra 414 da UFRJ) que cobrem uma área de 1.884 m² (contra 651m² da universidade carioca). No total, o estacionamento tem a capacidade de gerar 475.2 Kwp e pode abrigar até 150 veículos (na UFRJ são 65), ou seja, mais do que o dobro da instituição federal de ensino localizada no Rio de Janeiro. Além do estacionamento, ainda há outra área na empresa que também utiliza a mesma técnica de captação da energia solar, o que aumenta o número total de painéis solares para 1.728 e de metros quadrados cobertos para 2.871. O investimento divulgado foi de cerca de R$ 3 milhões.

“No meu segmento, a energia tem um custo muito alto. O que nos preocupa é que a energia está subindo cada vez mais e é um gasto que não se esgota em quase nenhuma empresa”, afirmou proprietário da empresa, Antônio Leite. Ele também divulgou que o custo mensal com eletricidade chega a quase R$ 120 mil, um valor que só fica atrás da folha de pagamento dos funcionários.

 

Fonte: Pensamento Verde

IMG_4685-(2)

Maior parque solar da América Latina começa a ser construido no Ceará

Um novo desafio mobiliza a equipe Energia Zero Brasil. 

O maior parque solar fotovoltaico privado da América Latina, já começou a ser estruturado para o grupo Telles – Agropaulo, no Ceará. O grupo, com forte atuação no mercado regional, está presente em diversas áreas, incluindo água mineral, etanol, pecuária, agricultura, medicamentos, embalagens de papelão e entretenimento.

Após longa negociação com Grupo Telles, na qual sua engenharia visitou um projeto industrial de 475 KWp ( conectado no final de março / 2015 ) da Energia Zero Brasil no RN e verificou in loco o padrão de excelência dos projetos fotovoltaicos, Energia Zero Brasil foi escolhida para fornecimento completo da maior usina solar fotovoltáica ( 3 MWp ) privada da América Latina. Serão utilizados painéis Monocristalinos da SunEdison, que também fará toda assessoria técnica junto à engenharia da Energia Zero Brasil garantindo a máxima eficiência do projeto ao longo de toda sua vida útil. A instalação ficará a cargo da Energia Zero Brasil que receberá conferência da SunEdison no Comissionamento e conexão do sistema. O escritório e equipe local da Energia Zero Brasil no Ceará, juntamente com cliente, ficará a cargo da manutenção e operação do sistema ao longo dos anos. ”

Everardo Teles, líder do Grupo Telles, celebrou ontem contrato com a empresa norte-americana Sun Edison para a imediata construção do maior parque de energia solar fotovoltaica da América Latina. Ele terá potência de 3 MW. O valor do contrato não foi revelado. O parque começará a ser construído no próximo mês de julho em Pindoretama, em uma área de quatro hectares pertencente ao Grupo Teles. A previsão é de que em um ano ele entrará em operação. Na concepção do projeto e na elaboração do contrato, o Grupo Teles teve consultoria alemã da Wolfrudiger Gerding e da Jordieter Anhalt, citadas entre as melhores do mundo na área. O parque solar do Grupo Teles terá 9.223 painéis solares que se aporão em estruturas metálicas fincadas no solo.

Fonte: Egídio Serpa

 

Foram necessárias 20 carretas para o transporte das placas. A limpeza do terreno de 6 hectares foi concluída e o projeto agora está em fase de topografia e geologia.

 

IMG_4685-(3)

Limpeza do terreno

 

A  usina solar deve iniciar as atividades nos primeiros meses de 2016. A produção esperada para o primeiro ano de operação do parque é de 5.1 GWh ( ou 5.100 MWh). Essa quantidade de energia seria capaz de abastecer 2.000 residências ( unidades com consumo médio anual de 2,5MWh)

A supervisão do projeto executivo será feita pelos engenheiros Alfonso Muñoz, Fabian Gonzalez e Manoel Andrade,  da  equipe SunEdison LatAm, com mais de 500 MW de projetos fotovoltaicos executados. Além disso, Ricardo Furtado e Nagib Guerra, dois engenheiros integrantes da equipe Energia Zero Brasil, foram enviados ao Atacama e a Santiago, no Chile,  para verificar in loco a  execução de grandes projetos e ajudar na concepção dos projetos executivos da Agropaulo.  Dessa forma, a Sun Edison e a  Energia Zero Brasil garantem o elevado rigor e expertise técnico na realização de cada projeto.

 

IMG_4685-(2)

Equipe de engenharia da Sun Edison e Energia Zero Brasil, no Chile.

 

foto 3

Construtora é premiada após aderir ao sistema fotovoltaico

Edifício Barão José Miguel é agraciado com o prêmio Ademi/Algás de Eficiência Energética 

Ocorreu no dia 18/10, o Prêmio Master Ademi 2013. O evento foi realizado no Centro de Convenções e pela 16ª vez contou com a participação dos melhores da construção civil de Alagoas, que se encontraram para celebrar e homenagear os destaques da categoria no ano vigente. 

O Edifício Barão José Miguel, da Sólida Engenharia, recebeu o prêmio Ademi/Algás de Eficiência Energética, comprovando o diferencial do empreendimento. 

foto 2Segundo o Engenheiro responsável da obra, Marco Antônio Rodrigues, a priorização pela realização de um estudo de eficiência energética do projeto arquitetônico definindo desde as especificações de revestimentos de fachada até as condições de iluminação e ventilaç
ão naturais com o objetivo de obter uma economia de energia como também a utilização de motores de alto rendimento, sistema solar de aquecimento de água com apoio à gás natural e sistema de geração de energia elétrica para as áreas comuns através da utilização de painéis fotovoltáicos foram fatores importantes na avaliação do empreendimento. 


O EVENTO 

Referência no segmento da construção civil, o Prêmio Máster Ademi 2013 reuniu empresários, autoridades e convidados especiais. A 16º edição teve como um dos destaques o Prêmio AdemiI-AL/Algás de Eficiência Energética, que serviu de incentivo para que os novos empreendimentos sejam construídos também com foco econômico. 

Distribuídos em 16 categorias os vencedores se destacaram pela construção, arquitetura, inovações tecnológicas, segurança jurídica e relação com o meio ambiente. O Prêmio Máster Ademi 2013 foi entregue ao empreendimento Ana Lidya, da empresa V2 Construções, por atingir o maior número de pontuação entre as c ategorias. 

FONTE: Construtora Sólida